foto
Reprodução
Multiplicação do vírus

O efeito devastador do novo coronavírus ( Sars-CoV-2 ) no corpo das pessoas mais velhas pode ter uma relação menos conhecida. De acordo com estudos recentes, a fibrose pulmonar - observada em muitos pacientes mais velhos - pode ser um dos motivos para a multiplicação mais rápida do vírus no grupo de risco.

A pesquisa, realizada pelo instituto de tecnologia de Massachusetts, sugere que a replicação do vírus funciona melhor nas células rígidas, o que permite que a doença se espalhe mais rapidamente devido, principalmente, à quantidade proteínas presentes nessas células.

Leia mais: Universidade de Oxford espera milhões de vacinas para setembro

Os pesquisadores também apontam que, caso comprovada, a tese se sobrepõe à ideia de que o sistema imunológico mais frágil seria o único motivo para a ação da doença em idosos. "Agora, o experimento deve ser determinado por biópsias e culturas de células", diz o estudo.

Além de aproximar as descobertas do comportamento real do vírus, o estudo é fundamental para ações direcionadas contra a Covid-19 , inclusive no desenvolvimento de medicamentos que possam agir diretamente nas células infectadas ou vulneráveis.

    Veja Também

      Mostrar mais