duas mulheres usam máscaaras de proteção
FreePick/Divulgação
OMS continua a orientar que pessoas doentes fiquem em casa


A Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizou suas diretrizes em relação às  máscaras de tecido  que podem ajudar a impedir a propagação do novo coronavírus. A nova recomendação diz que elas devem ter três camadas específicas de tecido e devem ser lavadas adequadamente.

Leia também

As novas orientações também recomendam que os profissionais de saúde em áreas de ampla transmissão usem máscaras médicas em ambientes clínicos, mesmo que não estejam trabalhando diretamente com pacientes da Covid-19.

A OMS reforça que as máscaras por si só não podem derrotar a pandemia de coronavírus. Seja feita em casa ou comprada em lojas, as máscaras devem ter três camadas:

  1. Camada interna absorvente;
  2. Camada intermediária que atua como um filtro;
  3. Camada externa feita de um material não absorvente, como o poliéster.


Essas camadas, nessa ordem, podem "fornecer uma barreira", explica a epidemiologista Maria D. Van Kerkhove, líder técnica da OMS na Covid-19.

A organização está preparando um documento que trará as novas diretrizes, bem como detalhes de como usar e limpar corretamente as máscaras de tecido. A OMS também incentiva as pessoas que trabalham em ambientes clínicos a usar máscaras médicas - mesmo que não estejam trabalhando diretamente com pacientes com o novo coronavírus.

"Isso significa, por exemplo, que quando um médico está passeando pelas unidades de cardiologia ou de cuidados paliativos, onde não há pacientes confirmados com Covid-19, eles ainda devem usar uma máscara médica", afirma Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse o diretor-geral da OMS.

O que não mudou nas diretrizes da OMS é o conselho de que as pessoas doentes permaneçam em casa, procurem atendimento se necessário e se isolem.

"Se for necessário que uma pessoa doente saia de casa, ela deve usar uma máscara médica", completa Tedros. Cuidadores de pessoas positivas para o  novo coronavírus  devem uma máscara médica quando na mesma sala que a pessoa infectada.

A OMS alerta que as máscaras podem levar a uma falsa sensação de segurança, levando as pessoas a negligenciar outras medidas importantes de prevenção. "As máscaras por si só não o protegerão da Covid-19 , não substituem o distanciamento físico, a higiene das mãos e outras medidas de saúde pública", afirma o diretor-geral.

    Veja Também

      Mostrar mais