De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, a falta de contato social pode trazer riscos à saúde comparáveis a fumar 15 cigarros por dia. 

Pessoa segurando um maço de cigarros
shutterstock
Pessoa segurando um maço de cigarros

Para a psicóloga da Medquimheo, Gabriela Simmer, como o novo coronavírus (Sars-coV-2) pode estar em qualquer lugar e não é visível aos olhos, o corpo dispara o gatilho da tensão a todo instante, o que aumenta os níveis de estresse, ansiedade e angústia. Neste período de pandemia , é esperado sentir-se mal, ansioso, com raiva, insatisfeito ou triste diante de tantas expectativas. 

“O distanciamento físico é essencial e deve ser respeitado. No entanto, para enfrentarmos essas grandes mudanças é importante estabelecer uma rotina e buscar se envolver com atividades que geram bem estar, como: manter interação pelos canais digitais com as pessoas que você gosta, fazer atividade física em casa, alongamento, meditação, tirar um momento do dia para ler e ouvir música e evitar consumo excessivo de notícias de fontes duvidosas”, explica a psicóloga. 

Um levantamento feito com 4.693 brasileiros pela Área de Inteligência de Mercado do Grupo Abril, em parceria com a MindMiners, apontou que 54% dos cidadãos estão extremamente preocupados com a situação do novo coronavírus no Brasil e suas consequências. As informações são da Folha Vitória .

    Veja Também

      Mostrar mais