Itália
Pixabay
Levantamento aponta que vírus está atingindo pessoas cada vez mais jovens

O Instituto Superior de Saúde (ISS), órgão ligado ao governo italiano, informou que a idade média das pessoas que contraem a  Covid-19 na Itália caiu para 43 anos - bem diferente do início da pandemia, quando a maior quantidade de casos era registrada em pessoas acima dos 60 anos.

Segundo um relatório apresentado, 61% das 5.569 infecções  causadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) entre 20 de junho e 20 de julho ocorreram em pessoas com menos de 50 anos.

Para se ter uma ideia, no período analisado, 50,2% dos infectados tinham entre 19 e 50 anos e 10,8% tinham menos de 18 anos. Já 22,8% dos contaminados estavam na faixa etária dos 51 a 70 anos e só 16,2% tinha mais de 70 anos.

Outra inversão importante constatada é que a Covid-19 está avançando mais entre homens: eles representaram 53% dos positivos para o Sars-CoV-2. No início da pandemia, o índice não passava dos 46%.

A mudança ocorre em um momento em que a economia da Itália foi reaberta e, portanto, que mais pessoas começaram a sair para trabalhar e para diversão. Apesar da queda da idade nos contágios, o país vem conseguindo controlar a curva de contágios de maneira eficiente.

No caso dos óbitos, o ISS não divulgou uma análise atualizada com o perfil das vítimas. O último relatório foi publicado no dia 9 de julho e mostra que a idade média das pessoas que faleceram está em 80 anos. Naquele dia, o órgão apontava que "a idade média dos pacientes mortos, com teste positivo para o Sars-CoV-2 , é 20 anos mais alta do que a dos pacientes que tiveram a infecção". 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários