máscara
Pixabay
Partículas do novo coronavírus são barradas em nova máscara


Pesquisadores portugueses criaram uma máscara capaz inativar a Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus. A chamada MOxATech é vendida desde o mês de abril, mas teve o recurso desenvolvido agora.


A máscara foi desenvolvida pela empresa Adalberto com a varejista MO. Contribuíram ainda centros acadêmicos como o Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes de Lisboa (iMM), Universidade do Minho e CITEVE.

Esses centros foram capazes de desenvolver um revestimento capaz de neutralizar o novo coronavírus quando suas partículas entram em contato com o tecido branco.

Este tecido possui várias camadas, capazes de bloquear 96% das partículas do vírus.

Estudos realizados pela Direção-Geral de Empresas da França afirmou que a tecnologia da MOxATech consegue resistir a até 50 lavagens.

O mesmo acessório já foi testado anteriormente pelo Instituto Pasteur de Lille, que analisou a capacidade de bloquear partículas do coronavírus, rotavírus e H1N1.

    Veja Também

      Mostrar mais