Drauzio Varella
YouTube/ Reprodução
Drauzio Varella comentou sobre a dificuldade do Brasil no combate à pandemia de Covid-19

O médico Drauzio Varella se manifestou hoje (6) sobre a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil. Para ele, o país — segundo com mais vítimas fatais da pandemia no mundo — está nessa situação "por um acúmulo de erros" que continua repetindo. Um dos fatores apontados pelo oncologista é não seguir as recomendações da ciência.

"Todo o pessoal de ciência dizendo 'o isolamento é fundamental', e o governo federal apontando na direção oposta", comentou em entrevista à Globonews . "O problema do isolamento é que você tem que fazer de cara. Ele não pode ser muito prolongado, mas tem que ser um isolamento para valer. E nós nunca tivemos isso."

"Tinha que ter sido um isolamento muito rápido. E muito eficaz, abrangente, chegar a níveis de 60%, 70%, porque aí você consegue ter um controle da epidemia. Quando passa essa fase e você não consegue esses níveis de isolamento, as pessoas começam a ir para a rua, e, aí, não tem segredo: quanto mais gente na rua, mais disseminação do vírus, mais mortes pela doença", complementou o médico.

Sobre a retomada das atividades econômicas no país, Drauzio também se mostrou crítico.

"Você nao vai encontrar um epidemiologista digno desse nome que te diga que está na hora de abrir. Não vai pegar um país que está tendo mil mortes por dia e achar que está tudo bem, que as pessoas podem ir para a rua."

Drauzio ainda criticou a "apregoação" de remédios tidos como "salvação" da doença — como os casos da cloroquina e ivermectina, ambos sem eficácia comprovada para o combate à Covid-19, comentou também sobre as vacinas que estão em desenvolvimento ao redor do mundo

"A vacina não vai resolver o problema atual", disse o médico. As autoridades brasileiras estimam que a imunização deve chegar no país no início de 2021.



    Veja Também

      Mostrar mais