Casal
shutterstock
Pesquisa foi realizada entre homens que fazem sexo com outros homens

Uma pesquisa realizada com homens brasileiros e portugueses que se relacionam sexualmente com outros homens apontou que a pandemia não diminuiu a frequência do sexo casual entre eles. O estudo ainda aponta um comportamento preocupante nos dois países: o uso de medicamento preventivo para o HIV como forma de "combate" à Covid-19 .

A pesquisa foirealizada pelo pesquisador Álvaro Lopes Souza, da escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP , que observou depoimentos de 1.651 brasileiros e 710 homens portugueses em entrevista online.

Além da manutenção do comportamento sexual apresentado antes da pandemia, a pesquisa apurou comportamento preventivo e medidas de higiene. Nesse aspecto, algumas alternativas pouco efetivas chamaram atençao.

“Grande parte dos participantes falam que se preveniram do SARS-CoV-2 , mas quando se avalia essas medidas, elas se mostram pouco efetivas, como, por exemplo, a desinfecção do local após o sexo", afirmou Souza ao Jornal da USP.

Além disso, o uso inadequado do PrEP (Profilaxia Pré-Exposição ao HIV) também foi registrado por homens dos dois países como forma de "eitar a Covid-19". O medicamento, porém, não possui qualquer eficácia na prevenção da doença.

    Veja Também

      Mostrar mais