Respiradores da UFRJ para combate ao novo coronavírus
Erbs Jr. / FramePhoto / Agência O Globo
Quatro pessoas afirmam que estão contaminadas pela Covid-19 novamente


O Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo anunciou que um de seus ambulatórios será exclusivo para pacientes que voltaram a ter a Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus .


Apenas quatro pessoas voltaram a procurar o hospital afirmando que estão novamente contaminados. No entanto, o espaço foi reservado, principalmente, para transmitir segurança aos pacientes, que chegam à instalação com medo.

Durante a pandemia do novo coronavírus, 3,6 mil pessoas que contraíram a Covid-19 foram tratadas no HC.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, pacientes que contraíram a doença no passado e voltaram a ter sintomas ou tiveram resultado positivo em testes procuraram o HC no mês de julho.

De acordo com a infectologista Anna Sara Levin, que falou à coluna, existem três situações que estão sob investigação:

  1. Pacientes sem imunidade tiveram a doença novamente;
  2. Novo coronavírus funciona como a herpes e volta a ser ativado quando a imunidade da pessoa está mais baixa;
  3. Paciente tem doença parecida com a Covid-19, transmitida por vírus diferentes, mas fragmentos do novo coronavírus ficam presentes.

A primeira hipótese, segundo a presidente da Comissão de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas , é pouco provável devido ao número pequeno de pessoas que voltaram a procurar o hospital.

A segunda também não é considerada como a mais confiável, já que o novo coronavírus não se encaixa na categoria de herpesvírus.

Caso a terceira hipótese se encaixe, isso significa que o paciente desenvolve imunidade contra o novo coronavírus, mas exames indicam que o vírus ainda está ativo. Anna Sara afirma que isto é comum em crianças, com outros vírus.

Os quatro pacientes que voltaram à procurar o HC estão realizando exames para que o caso seja entendido.

    Veja Também

      Mostrar mais