médico prescrevendo receita
shutterstock
Órgãos médicos enxergam sumiço de paciente diante da pandemia com preocupação


Durante a pandemia do novo coronavírus, brasileiros pararam de buscar pelo serviço de saúde quando sentiam sintomas não condizentes com a Covid-19 . Segundo a empresa Demanda, quatro em cada dez pessoas de todo país não buscaram ajuda médica nos últimos meses, mesmo com sintomas de outras doenças.


Desses brasileiros, 42% ainda sentem sintomas mas ainda não buscaram atendimento. Dores nas costas, problemas dermatológicos e crises de ansiedade são algumas das questões relatadas pelos entrevistados.

Além do pronto atendimento, as consultas regulares também caíram neste ano. Cerca de 65% dos brasileiros deixaram de fazer o check-up de saúde que deve ser realizado anualmente.

No entanto, existem sintomas graves que precisam ser investigados, mesmo que não sejam da Covid-19 . Entre eles, estão falta de ar, dor no peito e muita dor de cabeça. Essas queixas podem se manifestar devido a doenças crônicas.

O desaparecimento do paciente do sistema de saúde é notado por órgãos como a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). As duas lançaram uma campanha de incentivo para que pacientes continuem marcando suas consultas e realizando exames de rotina.

Segundo a SBC, houve queda de 50% de procura de brasileiros para atendimento. Além disso, os hospitais tiveram 40% menos pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral ( AVC ), uma das doenças que mais mata no País.

Por outro lado, a SBD também se preocupa com a falta de procura dos pacientes diabéticos, que precisam ter controle da comorbidade e se consultar, pelo menos, a cada semestre. Segundo pesquisa da Demanda, 12% de pessoas com diabetes não marcam mais consultas.

    Veja Também

      Mostrar mais