Estudo analisa ação do novo coronavírus em crianças
Divulgação
Estudo analisa ação do novo coronavírus em crianças

Pesquisa realizada no Hospital das Clínicas, por pesquisadores da Universidade de São Paulo, analisou amostras de tecido de uma criança vítima do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e descobriu que o principal alvo da doença foi o coração da menina de apenas 11 anos.

Após autópsia autorizada pela família, foram examinados o coração, pulmão, baço, cérebro, rins e músculos da coxa e da pele. No órgão cardíaco foram encontradas áreas necrosadas, enquanto coágulos foram vistos em artérias do pulmão e rins, além de danos hepáticos.

O estudo foi publicado na revista científica The Lancet Child & Adolescent Health e aponta que "a infecção das células endoteliais no endocárdio pode resultar na disseminação hematogênica do Sars-CoV-2 para outros órgãos e tecidos".

"Nosso estudo é o primeiro a demonstrar a ação direta do vírus ao coração de uma criança por meio de autópsia" disse o professor da Faculdade de Medicina da USP, Paulo Saldiva, em entrevista ao O Globo.

+ Danos mais graves da Covid-19 podem ser no coração, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia

Antes de procurar ajuda a criança teve febre, dores no abdômen, nos músculos e dificuldade para se alimentar. A menina chegou a ser entubada na UTI do Hospital das Clínicas, com pressão arterial baixa, alteração no fígado, conjuntivite, membros gelados e taquicardia, mas acabou morrendo por insuficiência cardíaca , um dia após chegar no hospital. 

Covid-19 em crianças

A pesquisa detalha os efeitos do novo coronavírus no organismo infantil saudável e sem comorbidades. Para Saldiva, a doença se manifesta de outra forma em crianças , afetando diretamente os órgãos e causando inflamações. 

+ Crianças têm alta carga viral e são mais contagiosas que adultos, diz pesquisa

O professor diz acreditar que o uso de corticóides e anticoagulantes podem ser úteis no tratamento de pacientes da ala infantil. "É uma manifestação diferente da covid-19 que ainda não compreendemos bem", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais