pessoa passando repelente no braço
shutterstock
Repelente estão em uso contra a Covid-19 na Grã-Bretanha desde maio


Um componente presente na composição de  repelentes de insetos chamado de citriodiol se provou capaz de neutralizar o novo coronavírus, causador da Covid-19 , e impedir que o vírus evolua. É o que atesta uma pesquisa publicada pelo Ministério da Defesa da Grã-Bretanha .



O químico foi testado em formato líquido em superfícies que imitam a pele humana e na própria partícula do vírus e mostrou resultados promissores. Mesmo assim, o estudo ainda não passou por revisão pelos pares (ou seja, revisada por outros pesquisadores), mas pode ser usado como base em estudos futuros.

Devido à hipótese, os repelentes de insetos são usados desde maio pelas Forças Armadas do território.

“O DSTL [Cientistas do Laboratório de Ciência e Tecnologia de Defesa] espera que as descobertas desta pesquisa possam ser usadas como um trampolim para que outras organizações ampliem e desenvolva a pesquisa, assim como para confirmar as descobertas desta publicação”, afirmou o Ministério em comunicado.

O citriodiol é proveniente de óleos extraídos do eucalipto espécie citriodora, muito comum em nos continentes sul-americano, africano e asiático.

Desde antes da Covid-19, o citriodiol é estudado devido a propriedades antivirais detectadas. Também foi observado que o químico foi capaz de neutralizar outros tipos de coronavírus.

    Veja Também

      Mostrar mais