coronavac
Divulgação/Governo de São Paulo
CoronaVac passa pela terceira fase de testes

O governo do estado de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (2), o envio dos documentos preliminares da vacina CoronaVac para análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A vacina, que passa agora pela última fase de testes, será desenvolvida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Antes da distribuição para população, porém, o imunizante deve ser autorizado pela Anvisa. 

"A Anvisa estabeleceu um fluxo contínuo que permite que os documentos sejam enviados a medida em que sejam gerados. Isso tem o objetivo de facilitar a análise e permitir que não haja atrasos nesse processo tão importante para nós", afirmou o diretor do Instituto Butantan , Dimas Covas. Os resultados da fase final de testes da vacina são esperados para o dia 15 de outubro. 

O novo processo também permitiu à Agência receber os dados iniciais para registro da vacina testada pela AstraZeneca e Oxford , na mesma fase que a CoronaVac e também bastante promissora. Em coletiva de imprensa, o governador João Doria reforçou que quanto mais imunizantes disponíveis no combate à Covid-19, mais chances o país terá de retomar à normalidade. "Não existe uma corrida pela vacina. nossa corrida é pela vida", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais