sala de aula
Pixabay/Alexandra Koch
De acordo com secretaria, salas de aula são locais de alta circulação do vírus

De acordo com o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorincteyn, os educadores devem estar entre as prioridades no momento em que for autorizada a campanha de vacinação da Covid-19 no estado, recebendo a dose depois, apenas, dos profissionais de saúde.

"Primeiro são os profissionais de saúde porque estão dentro do ambiente onde a circulação do vírus é muito elevada. A partir de então, educadores deverão ser o segundo grupo a ser vacinado", afirmou Gorinchteyn durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira (5).

Atualmente, o governo de Sâo Paulo deposita expectativas na vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Segundo o governador João Doria (PSDB), a vacinação poderá ocorrer no estado ainda este ano para os grupos prioritários.

    Veja Também

      Mostrar mais