gripe
Tomaz Silva/Agência Brasil
Nova abordagem pode redefinir vacinação contra gripe

Cientistas do Instituto de Tecnologis de Massacusetts (MIT) publicaram um estudo que pode revolucionar a produção de vacinas contra o vírus influenza, causador da g ripe . Caso aplicada, a pesquisa acarretará em imunizantes mais eficientes às mudanças do agente.

O estudo tem foco nos anticorpos que combatem a cabeça da hemaglutina (HA), a proteína que compõe o influenza . A região também é onde ocorre a maioria das modificações do vírus, o que exige a produção de novas vacinas a cada ano.

Agora, os cientistas acreditam que uma mudança de foco no sistema imunológico que ataque o tronco da HA, em vez da cabeça, teria um efeito mais eficaz e duradouro contra as mutações do vírus.

Em documento enviado à imprensa, o engenheiro químico do MIT, Arup Chakraborty afirmou que "é um pequeno passo dado para o desenvolvimento de vacinas contra a gripe que, com uma dose ou mais, gerariam respostas do sistema imunológico que poderiam proteger contra as modificações de gripes sazonais e de possíveis pandemias".

    Veja Também

      Mostrar mais