Boris Johnson
Reprodução
Boris Johnson anuncia novo lockdown na Inglaterra

O Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o fechamento de todos os serviços considerados não-essenciais da inglaterra, em lockdown (confinamento) de quatro semanas até o dia 2 de dezembro. Diferentemente do primeiro confinamento, desta vez as escolas e universidades continuarão funcionando. Além disso, bares e restaurantes, apesar de fechados, continuarão funcionando para retirada de alimentos no local.

A medida é motivada pela alta de casos e mortes por Covid-19 durante a segunda onda da doença na Europa. Além do aumento da pressão do sistema de saúde, a estimativa dos profissionais de saúde e ciência do país é de que um número ainda maior de mortes ocorra nos próximos dias.

Em pronunciamento neste sábado, Johnson afirmou que nenhuma medida seria tomada "se não fosse absolutamente necessário". Além disso, ele afirmou estar "otimista que, desta vez, será diferente e melhor em comparação ao que ocorreu na primavera", referindo-se à primeira onda da doença.

A mudança de postura do primeiro-ministro, que até então se mostrava contra um novo confinamento na Inglaterra, pode ter sido causada pela expectativa de diminuir a curva de contágio da doença até o Natal.

    Veja Também

      Mostrar mais