Paciente com Covid-19 em leito de hospital
Agência Brasil
Rússia saltou para o terceiro lugar na lista de países com mais mortes registradas pela Covid-19

A Rússia revisou os números da Covid-19 nesta segunda-feira (28) e divulgou um número de mortes três vezes maior do que a quantidade oficial registrada anteriormente. De acordo com as novas estatísticas, o país tem 186 mil óbitos pela doença desde o início da pandemia , sendo que o valor anterior era de 55 mil. Os dados são da Rosstat, agência governamental russa semelhante ao IBGE no Brasil.

A revisão dessas informações faz a Rússia saltar para a terceira posição no ranking de países com mais mortes contabilizadas pela Covid-19. Agora, ela só está atrás dos Estados Unidos, que tem mais de 330 mil mortos, e do Brasil, que tem mais de 190 mil.

No último domingo (27), o porta-voz da Presidência, Dmitri Peskov, disse que o presidente russo, Vladimir Putin, seria vacinado em breve , mas nenhuma data foi divulgada. A Rússia começou a imunizar a sua população com a Sputnik V.

Ainda sem considerar a nova atualização, o país aparece em oitavo lugar, de acordo com a contagem feita pela universidade norte-americana Johns Hopkins , referência mundial no monitoramento de óbitos e casos confirmados de contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O aumento no número de mortes contradiz o discurso de Putin, que dizia ter controlado a pandemia de forma mais efetiva que os países ocidentais.

Segundo o Rosstat, o número de mortes "a mais" registradas entre janeiro e novembro deste ano chegou a 229,7 mil pessoas, na comparação com o mesmo período de 2019.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários