vírus
NIAD/Creative Commons
Voo comercial espalhou Covid-19 mesmo depois de testes nos passageiros

Mesmo com todos os cuidados necessários e testes, sete pessoas de cinco países testaram positivo para a Covid-19 depois de um vôo de 18 horas Dubai para a Nova Zelândia no final de setembro. As informações foram publicadas neste terça-feira (5) na revista científica Emerging Infectious Diseases.

Cinco passageiros testaram negativo vários dias antes do voo, incluindo duas pessoas que estavam na Suíça e que provavelmente levaram o vírus para o avião. O estudo mostrou que os passageiros que estavam a duas fileiras de distância dos suiços foram contaminados.

Cinco dos sete passageiros afirmaram ter usado máscara e luvas. Após a chegada na Nova Zelândia, eles foram levados para um centro de quarentena do governo, onde mais tarde descobriram seu diagnóstico. O estudo diz que um dos casos provavelmente foi infectado na durante a quarentena por alguém de sua família.

O estudo serve para demonstrar que o sistema de circulação interna de ar e filtragem do avião podem não ser tão eficientes para conter o vírus. Os autores do estudo observaram que o sistema que controla o ar da cabine provavelmente seria desligado por cerca de meia hora, durante reabastecimento.

A revista científica também destaca que os exames realizados antes da decolagem "podem não detectar os viajantes infectados que estão em seu período latente, já que não disseminam o vírus em quantidade suficiente para detecção".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários