coronavac
Nelson Almeida/Reprodução
Indonésia inicia campanha de vacinação da população com a CoronaVac

Indonésia  iniciou sua campanha de vacinação em massa contra a Covid-19  nesta quarta-feira (13), com a vacina CoronaVac, feita pelo laboratório chinês Sinovac. O presidente do país, Joko Widodo, recebeu a primeira dose do imunizante. A indonésia enfrenta um dos piores surtos de Covid-19 na Ásia. A expectativa é imunizar 181,5 milhões de pessoas no país.

"A vacinação é importante para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 e dar proteção e segurança a todos os indonésios e ajudar a acelerar a recuperação econômica", disse Jokowi após receber sua vacina.

O ministro da Saúde do país disse que cerca de 1,5 milhão de profissionais da área médica seriam vacinados até fevereiro. A expectativa é imunizar toda a população em até 15 meses.

Em relação aos grupos que serão vacinados primeiro, a Indonésia pretende vacinar primeiro a sua população mais jovem, e não os idosos. Isso porque não possui dados suficientes de ensaios clínicos sobre a eficácia da CoronaVac nos mais velhos.

O país da Ásia autorizou o uso emergencial da CoronaVac na última segunda-feira (11). O imunizante é o mesmo produzido pelo Instituto Butantan, que divulgou a eficácia de  50,38% em testes realizados no Brasil. A China também já aplica a vacina na população.

Na última terça-feira (12), a Indonésia bateu o recorde diário de mortes por Covid-19, com 302 óbitos. No total, o país asiático soma 24.645 óbitos desde o início da pandemia. As infecções também estão em alta, com média de mais de 9 mil casos por dia, com 846.765 casos no total.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários