Enfermeiros desembarcando paciente com Covid-19 vindo do Amazonas
Tenentes Padoan e Danton / Ala 8 / Fotos Públicas
Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou na manhã desta sexta-feira (15) o transporte de pacientes de Manaus com Covid-19

Um total de 21 pacientes com Covid-19 no Amazonas já foram transportados para outros estados até a manhã deste sábado (16). O sistema de saúde do estado entrou em colapso devido à disparada nos casos de contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), o que fez os hospitais zerarem seus estoques de oxigênio para todos os pacientes internados.

Os pacientes transferidos foram para o Maranhão e o Piauí, mas devido à falta de cilindros de oxigênio e à alta procura, a previsão do governo amazonense é que mais 235 ainda sejam enviados para outros estados.

Nesta sexta-feira(15), Manaus registrou 213 enterros e bateu recorde diário . Em todo o Amazonas, até esta sexta, mais de 6 mil pessoas já morreram com a Covid-19.

Você viu?

De acordo com o governo estadual, as transferências dos pacientes foram ontem. Eles foram transportados em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) ao longo do dia.

Do total de 21 pacientes, nove foram encaminhados para o Piauí no início da manhã e 12 para o estado do Maranhão, no final da noite. Nos dois estados, os pacientes estão sendo internados em hospitais universitários da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

De acordo com o Ministério da Saúde, já estão garantidos de imediato 149 leitos nas outras cidades. São 40 em São Luís (MA), 30 em Teresina (PI), 15 em João Pessoa (PB), 10 em Natal (RN), 20 em Goiânia (GO), 4 em Fortaleza (CE), 10 em Recife (PE) e 20 no Distrito Federal. O governo do Pará informou que disponibilizará 30 leitos.

Segundo o governo, a transferência dos pacientes é feita por meio de classificação de risco do protocolo de Manchester, que estabelece as prioridades de atendimento de acordo com a gravidade dos casos. O paciente que for transferido deve apresentar frequência cardíaca, respiratória e pressão arterial em estabilidade, além de assinar um termo de consentimento para a transferência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários