Estado de São Paulo interna 3 pacientes por Covid-19 a cada 2 minutos, e na Grande SP variante já predomina
Rovena Rosa/Agência Brasil
Estado de São Paulo interna 3 pacientes por Covid-19 a cada 2 minutos, e na Grande SP variante já predomina

Três pacientes são hospitalizados em decorrência da Covid-19 a cada 2 minutos no estado de São Paulo, de volta à fase vermelha a partir deste sábado (6) , e o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, pede reforços e teme colapso no sistema, pressionado pelo aumento de casos, impulsionado na Grande São Paulo pela variante  P.1 do novo coronavírus, originada em Manaus.

Segundo estudo divulgado nesta semana feito pela rede Dasa de laboratórios em parceria com cientistas do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (IMT-USP), de 91 amostras de pacientes infectados pelo novo coronavírus em municípios da região metropolitana de São Paulo, 77% se mostraram positivas para a nova cepa , que é até duas vezes mais transmissível, pode aumentar em dez vezes a carga viral nas células do infectado e ainda escapar de anticorpos decorrentes de infecções prévias, o que facilita as reinfecções.

"Nós precisamos (de) ajuda, porque estamos em guerra", afirmou o secretário da Saúde de São Paulo, pedindo voluntários para atuar na linha de frente. "Algumas unidades, infelizmente, já colapsaram", pontuou, sem citar instituições. Ele faz um apelo para que conselhos de classe chamem profissionais de saúde a serem voluntários no estado.

"Não queremos que as pessoas morram sem assistência. O mínimo que podemos dar é dignidade. Nem que a gente coloque em qualquer lugar o cilindro do oxigênio , que distribua a pessoa até mesmo nos corredores. Nós vamos garantir a assistência".

"Vamos continuar abrindo leitos e vagas dentro dos hospitais. Abriremos em qualquer local desses hospitais, seja nos anfiteatros, seja nos laboratórios e seja nos corredores", garantiu Gorinchteyn.

São Paulo já tem 2.093.924 casos e 61.064 óbitos causados pelo novo coronavírus. A ocupação em leitos de UTI no estado é de 77,4%, média que sobe para 79,1% na Grande São Paulo. Nas enfermarias, as ocupações são, respectivamente, de 59,6% e 66,9%. Na quinta (4), o número de pacientes internados chegou a 17.802. Desses, 9.910 estavam em enfermaria e 7.892 em UTIs.

Nesta semana, aumentaram os números de casos e também de mortes. As hospitalizações cresceram 13,5% na média semanal e, em relação a três semanas atrás, 42,4%. Foram registradas 273 mortes na semana, alta de 13,2% em uma semana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários