Governador Cláudio Castro disse que Rio de Janeiro comprará 5 milhões de doses de vacina contra Covid-19
undefined
Governador Cláudio Castro disse que Rio de Janeiro comprará 5 milhões de doses de vacina contra Covid-19

O governador em exercício do Rio , Cláudio Castro , afirmou que o estado já está articulando a compra de cinco milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para entrega imediata . O custo estimado dessa compra é de até R$ 300 milhões , que seriam pagos pelo governo do estado.

Castro afirmou que passou a manhã deste sábado (13) em contato com prefeitos e outros governadores para viabilizar a aquisição. Na noite da última sexta-feira (12), o governo do Rio publicou um decreto criando um comitê que será responsável pela compra de imunizantes, por fora do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Segundo Castro, o contato com fornecedores será feito pelo comitê , do qual fazem parte os secretários da Casa Civil e da Saúde, além do procurador e do controlador-geral do Estado:

"O governador não trata de fornecedores. Eu autorizei até cinco milhões (de doses), que tenham entrega imediata. Pelo valor médio das vacinas seria até um gasto máximo de 300 milhões."

De acordo o governador, o comitê buscará contato com fornecedores de diferentes imunizantes. Na última sexta-feira (12), Claudio Castro disse que a prefeitura de Maricá, que anunciou a compra de 400 mil doses da vacina russa Sputnik V, já tinha compartilhado os contados para negociação com o estado.

Você viu?

No início da tarde, em uma rede social, Castro fez uma publicação em tom otimista sobre a compra de imunizantes. "Fiquei em contato durante toda a manhã com secretários, prefeitos e governadores para tratar da compra de vacinas. Vamos ter vacinas", escreveu.

Compra direta

Alinhado ao governo de Jair Bolsonaro, Castro vinha afirmando que confiava no PNI. Porém, após a publicação da Lei Federal que autorizou a compra pelos estados, e com o anúncio da suspensão da imunização na capital por falta de doses, o governador anunciou na tarde da última sexta-feira (12) que buscaria a compra direta de imunizantes.

Outras cidades da região metropolitana, como Duque de Caxias e São Gonçalo, também estão com os estoques no fim. Segundo a secretaria de Estado de Saúde, não há previsão de entrega de doses pelo Ministério da Saúde nos próximos dias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários