Estado de SP: Dados apontam necessidade de manter fase vermelha, diz Gabbardo
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Estado de SP: Dados apontam necessidade de manter fase vermelha, diz Gabbardo

O coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 do estado de São Paulo, João Gabbardo, disse, nesta segunda-feira (5), que a tendência é de que não aconteça uma flexibilização das medidas de restrição impostas para combater a pandemia da Covid-19 no estado. A declaração foi dada durante uma entrevista ao 'Bom Dia São Paulo', da TV Globo.

"Isso vai ser decidido durante essa semana pelo comitê, mas a tendência é que nós não tenhamos muitas condições para flexibilização. Os números não são números que nos deem algum otimismo em relação à possibilidade de flexibilizar ou sair da fase vermelha (...) Infelizmente, dados apontam para necessidade de manutenção da fase vermelha", disse Gabbardo.

O estado de São Paulo está atualmente na fase emergencial do Plano São Paulo. Nela, todos os serviços não essenciais ficam fechados e há um toque de recolher a partir das 20h. Em vigor desde o dia 15 de março, a fase emergencial foi prorrogada até o dia 11 de abril.

Gabbardo ainda afirmou que a administração estadual tomou "todas as medidas possíveis para evitar o caos", citando a abertura de novos leitos. Segundo ele, hoje a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 91%.

"Antes de baixar para 80% é muito difícil que nós tenhamos condições de fazer alguma flexibilização, hoje estamos com 91% de ocupação dos leitos de UTI. Temos desafio muito grande que é reduzir pelo menos mais 10 pontos, ter 80% de ocupação, que seria razoável para pensar em alguma flexibilização", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários