Vacina da Pfizer poderá ser oferecida para crianças de 12 anos na Europa
Patrick T. Fallon/Divulgação
Vacina da Pfizer poderá ser oferecida para crianças de 12 anos na Europa

O laboratório alemão BioNTech está prestes a apresentar à União Europeia um pedido para que sua vacina contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a americana Pfizer, seja autorizada para jovens entre 12 e 15 anos a partir de junho.

"Na Europa, estamos nas últimas etapas antes de apresentar os dados dos testes clínicos à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e a validação levará entre quatro e seis semanas", afirmou Ugur Sahin, cofundador e diretor da BioNTech, à revista alemã Spiegel.

No momento, a vacina está autorizada apenas para as pessoas com mais de 16 anos na UE e nos EUA. A BioNTech também espera resultados até julho dos testes sobre o uso do imunizante em crianças de 5 a 12 anos e em setembro para bebês a partir de seis meses de idade.

As primeiras doses da vacina chegam ao Brasil nesta quinta-feira. O imunizante foi o primeiro a receber registro definitivo no país, em fevereiro.

Nos Estados Unidos, a BioNTech e sua sócia Pfizer já apresentaram, no início de abril, um pedido para ampliar a autorização da vacinação e alcançar a população entre 12 e 15 anos.

Você viu?

O pedido é baseado em dados de testes clínicos em fase 3 nesta faixa de idade publicados no fim de março, que "demonstraram eficácia de 100%" para evitar a doença, segundo os laboratórios.

Para as crianças com idades entre 5 e 12 anos, Sahin acredita que existirão mais dados clínicos em julho:

"Em julho, os primeiros resultados poderiam estar disponíveis para crianças de 5 a 12 anos, em setembro para crianças mais novas", disse ele à Spiegel.

Ele acrescentou que leva cerca de quatro a seis semanas para avaliar os dados.

"Se tudo correr bem, assim que os dados forem avaliados, poderemos apresentar o pedido de aprovação da vacina para todas as crianças da respectiva faixa etária nos diferentes países", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários