Síndrome que atinge mais jovens após infecção por Covid-19 chega a 52 casos
Reprodução/Cincinnati Children's Hospital Medical Center
Síndrome que atinge mais jovens após infecção por Covid-19 chega a 52 casos

O Distrito Federal (DF) já registrou 52 casos da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), que é vista como uma possível complicação relacionada à Covid-19 em crianças e adolescentes. Os dados são de balanço da Secretaria de Saúde desta quinta-feira (13).

Entre os registros, 45 são do ano passado. No DF houve um óbito ligado à síndrome, no ano passado, quando um adolescente de 17 anos morreu. Até março deste ano havia três casos confirmados, mas agora, o número subiu para sete.

Segundo o Ministério da Saúde, a SIM-P é "caracterizada por uma resposta inflamatória exacerbada que acontece dias ou semanas após a infecção pelo vírus da Covid-19".

"É uma síndrome rara, contudo, grande parte dos casos evoluem para forma grave com necessidade de internação em unidade de terapia intensiva e podem evoluir para óbito", diz secretaria.

Números no DF

Desde o início do ano, o Distrito Federal já registrou 13.097 diagnósticos da Covid-19 entre crianças e adolescentes de até 19 anos. Este número representa um aumento de 68% em relação a todo o ano de 2020.

Houve nove mortes de crianças de adolescentes por Covid-19. Entre elas, três ocorreram neste ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários