Covid: Em Minas, prefeitura investiga 200 casos suspeitos de fraude na vacinação
Agência Brasil
Covid: Em Minas, prefeitura investiga 200 casos suspeitos de fraude na vacinação

A Prefeitura de Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas, informou que está investigando pelo menos 200 casos de possíveis fraudes envolvendo a vacinação contra a Covid-19 no município. As denúncias de fura-filas foram encaminhadas ao Ministério Público, nesta segunda-feira.

Segundo a prefeitura, a maioria dos cadastros com irregularidade ocorreu no grupo prioritário de pessoas com comorbidades. Elas teriam apresentado atestados falsos, se enquadrando no perfil de imunização definido pelo Ministério da Saúde, para furar a fila e antecipar a vacinação. Além disso, pelo menos 17 pessoas do sexo masculino teriam se cadastrado como gestantes e puérperas para tentar receber as doses.

A prefeitura informou que se comprovadas as irregularidades, tanto as pessoas imunizadas quanto o médico que forneceu o laudo falsificado, poderão ser responsabilizados por falsidade ideológica e uso de documento falso.

De acordo com o último boletim, divulgado pela prefeitura de Divinópolis na segunda-feira, quatro novas mortes em decorrência da Covid-19 foram registradas na cidade. Ao todo, 12.767 casos confirmados da doença desde o início da pandemia, sendo 10.442 casos de pessoas que se curaram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários