Covid-19: Rio deve vacinar 30 mil por dia a partir de segunda-feira (31)
Pixabay
Covid-19: Rio deve vacinar 30 mil por dia a partir de segunda-feira (31)

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, confirmou nesta quinta-feira, que o Rio concluirá esta semana a vacinação contra a Covid-19 do grupo prioritário que inclui pessoas com comorbidades e com deficiência. Na próxima segunda-feira, o critério passa a ser a idade, começando pelas mulheres de 59 anos.

A esse grupo, juntam-se as pessoas que não tomaram a segunda dose. Dos cerca de 2 milhões já imunizados no Rio, 900 mil só tomaram a primeira dose. Durante a entrevista ao "Bom Dia Rio", da TV Globo, o secretário disse que a previsão é vacinar 30 mil pessoas por dia.

Soranz disse também que, apenas no primeiro mês, a vacinação na capital não seguirá o calendário unificado do estado, divulgado nesta quarta-feira. Mas nos meses seguintes o município segue junto com o estado. Enquanto o cronograma do município chega a pessoas com 51 anos ou mais da população geral até o fim de junho, a proposta do governo estadual contempla pessoas de até 55 anos no mesmo período. A diferença é de quatro anos.

"Foi combinado entre secretários de saúde municipais e o estadual para que todos caminhássemos juntos, por idade. Então, nesse primeiro mês vai ter uma pequena diferença. A prefeitura do Rio, como estava mais adiantada, vacina até 51 anos. Depois, no mês de julho e nos meses consecutivos se igualam, sem nenhuma diferença e o calendário caminha igual para o estado todo", afirmou.

O secretário informou que existem 270 pontos de vacinação no município, mas com a expectativa de crescimento do número de pessoas em busca da vacina haverá necessidade de abertura de novos locais e, com a mudança de perfil de público, a necessidade de que eles funcionem em locais de grande circulação. Uma iniciativa neste sentido foi a criação de um espaço de vacinação no Teatro Municipal, na Cinelândia, que começou a atender nesta quinta-feira, e onde as pessoas foram imunizadas ao som de uma orquestra.

Você viu?

"São 270 pontos de saúde e a expectativa é a gente vacinar 30 mil pessoas por dia. É um número bastante elevado. Isso vai se juntar com a segunda dose. Então, o aumento de pessoas vacinadas simultaneamente vai acontecer. E, por isso, maiores pontos e distribuídos em locais próximos onde a população está vai ser fundamental", acredita o secretário.

Segundo Soranz, a segunda dose da vacina aos que já tomaram a primeira será ministrada nos próximos três meses, elevando o fluxo de público nos pontos de vacinação nesse período. Ele disse que a secretaria está se preparando para atender esse aumento, preparando toda a rede de saúde e reforçando as equipes de profissionais das Clínicas da Família, Centros Municipais de Saúde e pontos extras.

A prefeitura divulgou uma previsão de vacinar toda população adulta, maior de 18 anos, até outubro. Soranz disse que para não interromper o calendário conta com a promessa do Ministério da Saúde de fazer remessas semanais das doses.

"A gente tem expectativa de receber vacina toda a semana. O Ministério da Saúde divulgou um cronograma para o Brasil todo de entregas semanais".

Adriele Ribeiro, de 28 anos, foi uma das pessoas imunizadas no Teatro Municipal. A jovem, que trabalha no Centro, foi vacinada dentro do calendário de prioridades para profissionais da área da saúde e disse ter se sentido privilegiada por receber a dose em local tão emblemático:

"Estava muito ansiosa por esse momento, desejando muito que isso chegasse e estou me sentindo muito honrada e privilegiada por ter chegado esse tempo (da vacinação). Foi uma honra ter tomado a vacina e por ter sido no Teatro Municipal e ainda ouvir a orquestra. Demorei a me vacinar, mas quando consegui foi em grande estilo", comemorou a moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, que por utilizar transporte público nos deslocamentos até o Centro do Rio, onde trabalha, se sentia vulnerável.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários