João Doria
Foto: Governo de São Paulo
João Doria


Durante a coletiva desta quarta-feira (2), o governador João Doria, ao responder o iG Saúde sobre a vacinação de professores do ensino superior, passou a palavra ao secretário da Educação, Rossieli Soares, que disse que as crianças são a prioridade do governo para a volta às aulas presenciais.

"Educação básica completa primeiro e depois o ensino superior. Então, após completar a educação básica, é o ensino superior.. Porque é a prioridade é de retorno presencial para as crianças. Quando mais jovem a criança, mais importante a vacinação para que a gente tenha um retorno mais acelerado. Os jovens e adultos que estão nas universidades têm mais condições de autonomia, inclusive para participar da educação a distância", explicou Soares.

Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico, levantou outro ponto importante sobre a questão, dizendo que os professores do ensino superior costuma ter mais de 45 anos. "Mas lembramos que todos os profissionais da educação serão vacinados até dia 31 de julho. Com o novo cronograma que foi lançado hoje, temos também toda a população acima de 45 anos sendo vacinada até agosto", disse Patrícia.

Sobre as doses que o governo deve entregar ao Ministério da Saúde, Doria afirmou que o prazo será cumprido. "Nós vamos cumprir exatamente o que está determinado no contrato", afirmou Doria. Até 30 de setembro, o Governo do Estado de São Paulo entregará 100 milhões de doses da vacina do Butantan para atender à população brasileira.

O governador disse que, além disso, fizeram uma reserva com mais 30 milhões de doses, caso ocorra algum imprevisto. "Havendo sobras, depois da imunização dos brasileiros que estão aqui em São Paulo, nós disponibilizaremos vacinas para outros estados que tenham necessidade".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários