Vacinação na aldeia indígena Umariaçu, próximo a Tabatinga, Amazonas
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Vacinação na aldeia indígena Umariaçu, próximo a Tabatinga, Amazonas

Pela primeira vez desde abril de 2020, o estado do Amazonas não registrou nenhuma morte por Covid-19. A informação foi apurada pelo Uol e confirmada pelo boletim epidemiológico diário emitido pela FVS (Fundação de Vigilância em Saúde) do estado no início da noite desta terça-feira (6).

Segundo dados do consórcio dos veículos de imprensa junto às secretarias de saúde dos estados, de 2 de abril de 2020 em diante, apenas dois dias permaneceram zerados nos registros de mortes de Amazonas- 25 de junho e 6 de novembro, quando os dados não foram divulgados pela secretaria local. Os dados são registrados desde 18 de março do ano passado. 

Os dados não representam quando os óbitos e diagnósticos de fato ocorreram, mas, sim, quando passaram a constar das bases de dados oficiais dos governos.

No começo do ano, o estado passou por uma grave crise do sistema público de saúde, com falta de oxigênio nas redes públicas e privadas, a partir do dia 15 de janeiro. Naquele mês o Amazonas bateu o recorde de 2.786 mortes. 

Segundo indicadores da FVS, a taxa de transmissão em julho apresentam queda no número de casos. No entanto, apesar da melhora os números seguem altos - 500 confirmados diariamente. Em média, são 25 hospitalizações por dia, e por isso, o estado permanece com risco moderado para a infecção, e mantém suas restrições de circulação.

Mais de 2,1 milhões de doses da vacina já foram aplicadas no estado, e o governo, que recebeu doses extras no início do ano para acelerar a vacinação, está fazendo campanha para estimular a imunização.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários