Mattel faz boneca em homenagem a Jaqueline Góes de Jesus (segunda da esquerda para direita)
Mattel/Divulgação
Mattel faz boneca em homenagem a Jaqueline Góes de Jesus (segunda da esquerda para direita)


A fabricante de brinquedos Mattel homenageou mulheres que foram importantes para a pesquisa sobre o novo coronavírus. Entre elas, está a biomédica brasileira Jaqueline Góes de Jesus, 31 anos, que virou uma boneca Barbie. A britânica Sarah Gilbert, que liderou a criação da vacina AstraZeneca, também foi homenageada.

Jaqueline fez parte da equipe que fez o sequenciamento genético dos vírus responsáveis pelos primeiros casos de Covid-19 na América Latina. Além da brasileira e da britânica, outras cinco cientistas também serviram de inspiração para a criação de bonecas da Mattel.

Apesar da pouca idade, Jaqueline já participou da equipe que sequenciou o genoma do vírus da zika. Atualmente, ela é pesquisadora bolsista da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo — Universidade de São Paulo (IMT-USP). 

Sob coordenação da imunologista Ester Cerdeira Sabino, Jaqueline e seus colegas de equipe sequenciaram o genoma do Sars-CoV-2 em apenas 48 horas após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, em fevereiro de 2020. Pelo mundo, esse processo durou, em média, 15 dias.

O rápido sequenciamento permitiu diferenciar o vírus que infectou o paciente brasileiro daquele identificado em Wuhan, na China. O resultado da pesquisa mostrou que o caso brasileiro estava mais próximo de versões do coronavírus detectadas na Alemanha em janeiro de 2020.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários