Covid-19: Estoque de vacina para a capital carioca acaba hoje, diz secretário
Pixabay / Divulgação
Covid-19: Estoque de vacina para a capital carioca acaba hoje, diz secretário

O município do Rio de Janeiro está em seu último dia de capacidade de manter os estoques de vacina para continuar oferecendo a primeira dose da campanha contra a covid-19. A falta de imunizantes acontece em função da demora do Ministério da Saúde em enviar novas remessas e ainda não há uma confirmação oficial para a entrega do próximo lote.

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Daniel Soranz, há uma previsão de chegada até o final do dia. “Está todo mundo na expectativa do Ministério da Saúde enviar as doses. Ele já tem 11,9 milhões de doses recebidas em seu estoque e a gente está esperando o envio para hoje. É muito importante que a pasta acelere a distribuição para que a gente não precise interromper o calendário no Rio de Janeiro”, afirmou Soranz durante entrevista ao programa Bom Dia Rio, da TV Globo.

Com o avanço no calendário, o município do Rio tem vacinado em sua capacidade máxima, distribuindo cerca de 73 mil doses por dia, segundo Soranz. O secretário também confirmou que os estoques da prefeitura garantem até o final de semana a vacinação com a segunda dose.

“A segunda dose está garantida. A gente está abastecido de estoques até o final da semana. Esperamos que as pessoas venham tomar a segunda dose porque ela garante uma imunização completa”, afirmou.

O município do Rio conta com cerca de 80 mil pessoas que estão com a sua segunda injeção atrasada. A busca ativa não está sendo realizada neste momento em função da Secretaria Municipal de Saúde estar priorizando os esforços para a imunização dos jovens. O balanço estadual é que 180 mil cariocas ainda não tenham completado o esquema vacinal da forma correta.

Estado com previsão de receber doses nesta semana

O governo estadual informou que está mantendo de plantão suas equipes de logística para distribuir vacinas na medida em que elas são entregues pelo Ministério da Saúde. O secretário estadual da Saúde, Alexandre Chieppe, informou que uma remessa foi prometida para esta semana, mas não especificaram quando nem quantas doses virão.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem a capacidade de distribuir as vacinas em 24h, segundo informou o secretário. “Nós vamos manter a equipe de plantão exatamente para, uma vez chegando, poder distribuir o mais rápido possível”, disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários