Casos da Delta têm carga viral 300 maior que a da cepa original da Covid-19
Reprodução/FreePic
Casos da Delta têm carga viral 300 maior que a da cepa original da Covid-19


Ao comparar indivíduos infectados com a  variante Delta e com a cepa original da Covid-19, pesquisadores sul-coreanos descobriram que a primeira tem uma carga viral 300 vezes maior que a segunda. Isso quer dizer, de acordo com informações da Reuters, que a mutação indentificada pela primeira vez na Índia é muito mais transmissível. 

A carga viral, no entanto, diminui gradualmente com o tempo, se igualando aos níveis vistos em outras variantes depois de 10 dias da infecção, informou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KDCA) nesta terça-feira (24). Após quatro dias do início da infecção, ela chega a ser 30 vezes maior, mas, depois de quatro dias, se torna pouco mais de 10 vezes maior.

Segundo Lee Sang-won, uma autoridade do Ministério da Saúde da Coreia do Sul, a carga mais elevada faz com que o vírus se espalhe mais facilmente de pessoa para pessoa, levando ao aumento de infecções e hospitalizações.

"Mas isto não significa que a Delta é 300 vezes mais infecciosa... achamos que sua taxa de transmissão é 1,6 vez a da variante Alpha, e cerca de duas vezes a da versão original do vírus", ressaltou Lee em coletiva de imprensa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários