Relatório dos EUA sobre origem da Covid-19 é 'inconclusivo'
Reprodução
Relatório dos EUA sobre origem da Covid-19 é 'inconclusivo'

O relatório sobre a origem do  coronavírus Sars-CoV-2, que provoca a Covid-19, feito pela Inteligência dos Estados Unidos foi "inconclusivo", informa o jornal "The Washington Post" com base em informações de fontes oficiais.

Consultando duas autoridades ligadas à investigação, a publicação diz que não foi possível informar como o coronavírus infectou os humanos e, por conta disso, não dá para dizer se o Sars-CoV-2 fez um salto de espécies em alguma parte do território chinês ou se ele escapou acidentalmente do laboratório de Wuhan.

O documento havia sido solicitado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em maio deste ano, após Washington considerar que o relatório produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) não estava completo.

Ainda conforme o "WP", as autoridades informaram que a falta de conclusão foi causada também por conta do pouco acesso que os profissionais tiveram sobre os dados iniciais da crise sanitária na China.

Você viu?

Desde quando o presidente dos EUA era Donald Trump, Washington lança críticas e dúvidas sobre a origem da crise sanitária e o comportamento da China. À época do republicano, havia acusações de que o Sars-CoV-2 havia vazado de um laboratório de Wuhan. Com Biden, há acusações de que os chineses estão ocultando os documentos dos casos iniciais que, supostamente, mostrariam que o governo escondeu informações da pandemia de maneira deliberada.

Os EUA, e seus aliados europeus, também pressionam para que a OMS faça uma nova investigação na China sobre a origem da pandemia porque afirmam que Pequim se nega a dar os "verdadeiros" dados iniciais. Os chineses sempre negaram as acusações.

Resposta chinesa

Após a publicação da matéria no "WP", um dos porta-vozes do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, afirmou que o relatório é "apenas político" e que é uma iniciativa "para reprimir outros países".

Para Wenbin, nenhum país "pode tirar conclusões científicas sobre a origem do vírus" porque isso "causa apenas interferências e danos para a comunidade internacional e para a cooperação global contra a pandemia".

"Os EUA não se preocupam em encontrar a fonte do vírus, mas sobre como utilizar o rastreamento para reprimir outros países e focar só em seus interesses", acrescentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários