Mulher faz teste rápido para covid-19
Bruno Concha/PMS
Mulher faz teste rápido para covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou que, após uma correção, registrou mais de 22 mil casos de covid-19 na última quinta-feira. De acordo com a pasta, os dados são referentes ao período de março e julho.

Até o início de setembro, casos suspeitos de covid-19 apenas saíam do sistema, sem uma conferência sobre uma eventual confirmação. Depois de uma atualização no sistema, os computadores conseguem retomar essa conferência, trazendo casos descartados, mas posteriormente confirmados, de volta para a contagem.

O número de infectados pela covid-19 em todo o estado agora é de 4.325.189. Desse total, 4.105.705 tiveram a doença e já estão recuperados, sendo que 446.259 foram internados e receberam alta hospitalar. Pouco mais de 147 mil pessoas morreram.

Desde 8 de setembro, quando o Ministério da Saúde promoveu mudanças no e-SUS Notifica, os casos de São Paulo foram lançados de forma incompleta segundo o G1. É através desse sistema que casos leves de covid-19 são reportados pelas secretarias estaduais todos os dias. Os casos graves e internações ficam a cargo de outra ferramenta.

Segundo a SES, "a nova API [interface] do E-SUS foi liberada no dia 8 de setembro pelo DataSUS, e a partir de então as equipes técnicas trabalharam na adequação dos processos."

Leia Também

Leia na íntegra:

"As estatísticas de casos leves de COVID-19, notificadas no E-SUS, estavam impactadas desde que o DataSUS realizou mudanças na API (sigla em inglês para “Application Programming Interface”) que alteraram o desfecho de casos confirmados de COVID-19 e afetaram a dinâmica de extração dos dados. Não houve nenhuma mudança com relação ao SIVEP, sistema onde são notificados os casos de internação e mortes.

A nova API do E-SUS foi liberada no dia 8 de setembro pelo DataSUS, e a partir de então as equipes técnicas trabalharam na adequação dos processos.

Com a alteração, passam a ser contabilizados no balanço geral 22.678 casos além dos previamente disponíveis no E-SUS, que são relativos a notificações entre março e julho. Todos foram computados neste dia 16 de setembro e, ainda assim, as estatísticas não tiveram reversão da tendência de queda.

Com esta inclusão, o balanço acumulado em todo o período passa a ser de 4.325.189 casos.  Desse total, 4.105.705 tiveram a doença e já estão recuperados, sendo que 446.259 foram internados e receberam alta hospitalar. Houve também 147.811 óbitos."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários