Blumenau vacinou adolescentes no início do ano
Reprodução: iG Minas Gerais
Blumenau vacinou adolescentes no início do ano

Ao menos dois adolescentes de 17 anos 'furaram a fila' da vacinação e receberam o imunizante de forma irregular e antecipada em Blumenau, Santa Catarina. Os jovens são funcionários de estabelecimentos de saúde do Município, e foram vacinados com doses da Coronavac e da Astrazeneca, que não tem autorização da Anvisa para a utilização nesse público. As informações são do portal ND+ confirmadas pelo iG Saúde.

Os jovens receberam a vacina nos dias 26 de janeiro e 6 de fevereiro. Um deles foi vacinado em uma unidade de atenção básica, e o outro, em uma Central de Vacinação.

Vale lembrar que apenas o imunizante da Pfizer é liberado pela Anvisa para pessoas abaixo dos 18 anos. À época, a campanha de vacinação ainda engatinhava no Brasil e não incluía menores de idade - ou seja, mesmo funcionários de unidades de saúde, os adolescentes não poderiam receber a dose.

Em nota, a prefeitura afirmou que os casos foram notificados para Dive-SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) nos dias 2 e 6 de fevereiro, e estão sendo acompanhados desde então. Nenhum dos adolescentes apresentou alguma reação adversa.

Leia na íntegra. 

"A coordenação do Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19 identificou dois casos envolvendo adolescentes de 17 anos que receberam dose da Coronavac e Astrazeneca. Os dois casos ocorreram nas primeiras semanas da Campanha. Após investigação, o Serviço de Vigilância Epidemiológica confirmou que os fatos ocorreram com um jovem no dia 26 de janeiro e com uma jovem no dia 6 de fevereiro. Ambos faziam parte do grupo de trabalhadores de estabelecimentos de saúde.

Os dois casos foram notificados nos dias 2 e 6 de fevereiro à Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (DIVE) e nenhum deles apresentou reação adversa ou problemas relacionados a vacina. No caso do jovem, o incidente aconteceu quando equipes itinerantes estavam aplicando as vacinas em uma unidade da atenção básica, onde ele atua. No caso da jovem a aplicação aconteceu na Central de Vacinação da Vila Germânica. Atualmente, o sistema de agendamento por meio do site da Prefeitura verifica a idade do usuário antes que ele solicite o imunizante, bloqueando o agendamento para quem não tiver a idade permitida. Além disso, como a imunização ocorre nas salas de vacina, os dados são digitados e no mesmo instante são lançados no sistema que ajuda identificar divergências."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários