Imunizantes da Pfizer
Luiz Pessoa/SEI
Imunizantes da Pfizer

A Agência de Medicamentos Europeia (EMA) autorizou hoje (4) a terceira dose da vacina contra covid-19 da Pfizer para todos os adultos, a partir de 18 anos, que já receberam a segunda dose há seis meses.

A base para a aprovação foi um estudo que apontou um aumento no número de anticorpos em pessoas de 18 a 55 anos após a dose de reforço. Para pessoas vulneráveis, a EMA recomenda a terceira injeção das vacinas Pfizer ou Moderna após 28 dias da segunda dose. A segunda dose da Moderna, que não é utilizada no Brasil, em pessoas saudáveis está em estudo.

Ainda não há evidências de que níveis mais altos de anticorpos forneçam mais proteção em imunossuprimidos, mas segundo a agência, a dose de reforço deve contribuir ao menos para evitar casos graves, com necessidade de internação.

Idosos e pessoas com problemas imunológicos já estão recebendo a terceira dose em alguns países europeus, além do Brasil e dos Estados Unidos. O Centro de Controle de Doenças (ECDC) recomendou a aplicação apenas em pacientes imunossuprimidos, posicionamento semelhante ao adotado pela OMS.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários