Austrália aprova CoronaVac e Covishield e abre caminho para estrangeiros
Reprodução: protock-studio
Austrália aprova CoronaVac e Covishield e abre caminho para estrangeiros

A Austrália aprovou as vacinas contra a Covid-19  CoronaVacCovishield, permitindo que viajantes estrangeiros vacinados com estes imunizantes possam entrar no país. Atualmente, a taxa de imunização na Austrália se aproxima dos 80% com ao menos uma dose e 45,6% com as duas.

A CoronaVac é uma das vacinas mais usadas no mundo, com aplicações na Indonésia, Brasil, Turquia, entre outros países. Já a CoviShield, desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, é produzida pelo Instituto Serum da Índia, o maior fabricante mundial de vacinas.

O anúncio, feito na sexta-feira, abre a porta para milhares de estudantes estrangeiros que foram excluídos da Austrália durante a pandemia, já que, segundo o principal regulador de medicamentos australiano, a Therapeutic Goods Administration, a entrada de viajantes imunizados no país só será liberada para pessoas que tenham recebido "vacinas reconhecidas".

A Austrália usa as vacinas da Pfizer, Moderna e AstraZeneca. Vários países europeus e os EUA também disseram que aceitarão a CoronaVac. Produzida pelo laboratório chinês Sinovac, o imunizante já é aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para uso emergencial.

A vacina está entre as mais utilizadas na China e têm taxas de eficácia que variam entre 50% a 80% na prevenção da Covid-19 sintomática, inferior às vacinas da Pfizer (88%) e da Moderna (93%).

A decisão de aprovar os imunizantes também pode ser vista como um potencial alívio para a Austrália, que tem sofrido críticas e bloqueios comerciais da China desde que solicitou uma investigação global sobre as origens do coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários