Estoque de AstraZeneca no Rio é ‘muito curto’, diz secretaria
Reprodução: Agência Brasil
Estoque de AstraZeneca no Rio é ‘muito curto’, diz secretaria

O estoque da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 no  Estado do Rio é “muito curto”, disse ao GLOBO o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, na manhã desta terça-feira. Nesta segunda, Chieppe enviou um ofício à Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde para pedir o envio de 200 mil doses do imunizante ao estado. Na capital, a provisão está “no limite”, confirmou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. No caso de falta da AstraZeneca para a segunda dose, a legislação estadual autoriza o uso de Pfizer, a chamada intercambialidade.

A escassez da vacina da AstraZeneca afeta sobretudo aqueles que tomariam a segunda dose, pois a quantidade de pessoas que ainda não receberam a primeira é pequena e pode ser suprida com o estoque do imunizante da Pfizer, cuja entrega mais recente aos municípios, de cerca de 308 mil doses, aconteceu na última quarta-feira.

Para quem tomou a primeira dose de AstraZeneca e precisa completar o esquema vacinal, tanto o estado quanto a capital do Rio preveem a chamada intercambiaidade de vacinas, ou seja, a “mistura” de diferentes imunizantes. Nesse caso, a segunda dose pode ser de Pfizer. Trata-se de uma maneira segura e eficaz de garantir a imunização plena — em se tratando especificamente dessas duas vacinas, os ganhos podem até ser maiores do que os da vacinação homóloga, conforme indicam estudos internacionais.

Leia Também

Leia Também

"Em caso de falta de vacina da AstraZeneca, desde agosto possibilitamos a intercambialidade, e quem precisar tomar a segunda dose poderá receber a Pfizer normalmente", afirma Daniel Soranz.

Ele também diz que há a previsão de que o ministério envie mais doses da AstraZeneca nesta terça-feira. Não se sabe ainda, porém, quantos frascos serão enviados ou quando eles chegarão. O ofício enviado por Chieppe ao Ministério da Saúde também ainda não teve resposta.

"Pode ser que haja faltas pontuais em alguns postos hoje, pois estamos com o estoque no limite. Mas não acredito que vá faltar na cidade inteira", completa o secretário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários