Fachada do prédio da Anvisa
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Fachada do prédio da Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária informou ter recebido novas ameaças em razão da discussão sobre a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 no Brasil.

Em nota, a Anvisa afirmou que o segundo e-mail chegou no último dia 29 (sexta-feira), 24 horas após técnicos os primeiros contatos com esse teor.

Desta vez anônima, a correspondência eletrônica ameaçava servidores, diretores, funcionários terceirizados e seus familiares em caso da aprovação da vacina nessa faixa etária. Aparentemente, a mensagem pode ter sido escrita por um autor diferente.

Em nota, a gência afirmou que "oficiou às mesmas autoridades federais, já alertadas no dia anterior, quando da primeira ameaça, a saber: Presidências da República, do Senado, da Câmara, e do STF. Procuradoria Geral da República, Ministérios da Justiça, da Saúde, Casa Civil, Polícia Federal e Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal."

"Em meio à essas ameaças ao Estado Brasileiro, a Anvisa, o Poder de Polícia desse mesmo Estado no campo de Vigilância Sanitária, segue com a sua missão institucional de proteger a saúde do cidadão de maneira ampla e se mantém na vanguarda do enfrentamento da Covid-19 em nosso país", finaliza o texto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários