Aplicação da vacina contra covid-19
Governo do Estado de São Paulo
Aplicação da vacina contra covid-19

Com a descoberta da variante Ômicron da covid-19, alguns países anunciaram que vão doar imunizantes para a África. Por lá, nem mesmo os profissionais de saúde conseguiram se imunizar de forma adequada. Diante destes fatores, entidades de saúde africanas divulgaram um comunicado alertando para a data de validade dessas vacinas. Segundo eles, grande parte já chega com a data de validade muito próxima.

"As doações de doses têm sido uma importante fonte de abastecimento enquanto outras fontes estão se intensificando, mas a qualidade das doações precisa melhorar [...] A maioria das doações até o momento tem sido com pouca antecedência e vida útil curta", diz o documento assinado pelo CDC da Áfica (centros de controle e prevenção de doenças); o consórcio da Organização Mundial da Saúde (OMS) Covax, e a Avat (African Vaccine Acquisition Trust).

Os acordos de doação já fizeram com que mais de 90 milhões de doses chegassem ao continente, e os órgãos reconhecem que, sem essa ajuda, a situação estaria ainda mais preocupante.

Segundo o CDC do continente, entre os 50 países, apenas 6,6% da população recebeu as duas doses da vacina contra covid-19, e 9,8% tomaram ao menos uma dose.

Na África do Sul, onde a Ômicron foi identificada, o número de totalmente vacinados chega a 25% da população total e 35% se considerados apenas os adultos maiores de 18 anos. Os imunizados, segundo o governo do país, apresentaram sintomas leves.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários