Bolsonaro diz que vai divulgar quem aprovou vacinas para crianças
Alan Santos/ PR
Bolsonaro diz que vai divulgar quem aprovou vacinas para crianças

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que quer divulgar os nomes dos integrantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  que aprovaram a utilização da vacina da Pfizer para crianças a partir de 5 anos. Em transmissão nas suas redes sociais, Bolsonaro disse que pediu a lista de forma "extra-oficial" para que "todos tomem conhecimento" dos nomes dos técnicos responsáveis pela aprovação.

Durante a "live", Bolsonaro leu uma das recomendações feitas pela Anvisa para que os pais sejam orientados a procurar um médico caso a criança apresente dores repentinas no peito, falta de ar ou palpitações após receber a vacina.

"Não sei se são diretores e o presidente que chegaram a essa conclusão ou o tal do corpo técnico. Mas seja qual for, você tem direito a saber o nome das pessoas que aprovaram a vacina a partir de 5 anos para seu filho. E você decida se essa vacina se compensa ou não", disse Bolsonaro.

Nesta quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma resolução por meio da qual oficializa a vacinação com Pfizer de crianças de 5 a 11 anos. O documento saiu em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

O órgão incluiu a faixa etária na bula do imunizante na manhã desta quinta. A resolução, que já está em vigor, é assinada pelo gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos (GGMED) da Anvisa, Gustavo Mendes.

Segundo a Anvisa, devem ser aplicadas duas doses com intervalo de 21 dias. Até o momento, essa é a única vacina aprovada para o público infantil. Logo, não deve haver intercambialidade de vacinas, isto é, mistura de doses.

Leia Também

A vacinação de crianças foi o primeiro assunto abordado pelo presidente durante a transmissão. Bolsonaro avisou logo de início aos seus espectadores que não interfere na Anvisa e que a agência não está subordinada a ele.

Leia Também

"Deixar bem claro isso, não interfiro lá. Pedi extra-oficialmente o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento quem são essas pessoas e forme o seu juízo".

Bolsonaro lembrou ainda que tem uma filha, Laura, de 11 anos. O presidente disse que irá estudar com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, se a filha do casal irá se vacinar com o imunizante.

Nesta quinta-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a vacinaçao de crianças ficara para 2022. Até o momento, não há reserva de doses ou previsão de data para início da imunização do grupo. As declarações foram dadas em conversa com jornalistas nesta quinta-feira na sede da pasta.

Bolsonaro voltou a afirmar que a vacina é "experimental", o que não é verdadeiro. Todas as vacinas aplicadas no Brasil foram testadas e aprovadas em pesquisas que atestaram sua eficácia e segurança. Os resutlados desses estudos foram analisados e aprovados pela Anvisa.

"A vacina chegou, experimental. Da nossa parte foi voluntária, ninguém obrigou ninguém a tomar, a responsabilidade é de cada um. Mas agora mexe com as crianças. Quem é repsonsável é você, pai. Eu tenho uma filha de 11 anos e vou estudar com a minha esposa para ver qual a decisão qeu nós vamos tomar".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários