Navio AIDAnova, da AIDA Cruises Sunday
Reprodução
Navio AIDAnova, da AIDA Cruises Sunday

Um surto de covid-19 interrompeu a passagem de um cruzeiro que seguia pela costa de Portugal rumo às Ilhas Canárias, na Espanha. Os mais de 3 mil ocupantes da embarcação tiveram que desembarcar em Lisboa - 2,8 mil passageiros e 1,3 mil tripulantes.

Segundo agências internacionais, o cruzeiro AIDAnova chegou à capital portuguesa depois de passar por La Coruña, no noroeste da Espanha, e chegaria às Ilhas Canárias depois de passar por Madeira. Na quarta-feira, os primeiros casos foram detectados e a operadora decidiu suspender a viagem.

Hoje, o número de casos confirmados era de 68 - 60 entre tripulantes. Parte dessas pessoas foram colocadas em quarentena em hotéis, outras foram de ônibus até o aeroporto de Lisboa e encaminhados para seus países de origem.

Segundo a Polícia Marítima da capital portuguesa, a maioria dos passageiros era da Alemanha, e os infectados apresentaram sintomas leves ou estavam assintomáticos. Todos os adultos que estavam no navio estavam completamente vacinados, segundo informou a empresa responsável pela viagem, e foram testados antes de viajar.

Leia Também

No dia 15, o navio tem uma nova viagem agendada, desta vez para La Palma, também nas Ilhas Canárias. A AIDA Cruises ainda não confirmou que ela vai acontecer.

Surtos em alto mar

Hoje, mais de 2 mil pessoas também tiveram que desembarcar de um cruzeiro, desta vez na Índia. A embarcação saiu de Mumbai com destino a Goa, ex-ilha portuguesa, mas apresentou 66 casos positivos para a doença.

Na semana passada, três navios brasileiros foram afetados, o que fez com que a Anvisa anunciasse que vai investigar possíveis violações dos protocolos de saúde vigentes para esse tipo de viagem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários