Imagem ilustrativa
Reprodução/Foto ilustrativa/SMS São Paulo
Imagem ilustrativa


Diante da alta de casos de síndrome respiratória , as 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da rede municipal de São Paulo passarão a funcionar aos sábados. A partir do próximo dia 8, as UBS vão operar de 8h às 17h para atender pacientes com sintomas gripais, sem a necessidade de agendamento prévio.


Em nota à imprensa, a gestão aponta que, em novembro, foi registrado um total de 111.949 atendimentos de pessoas com sintomas gripais, sendo 56.220 suspeitos de Covid-19. Em dezembro, esse número saltou para 286.858 atendimentos, sendo 133.501 suspeitos de Covid-19. Já em janeiro, apenas até quarta-feira (5), 57.351 pessoas com sintomas respiratórios já foram atendidas, sendo 32.956 delas com quadros suspeitos de Covid-19.


Para conter os casos de influenza na capital, a SMS retomou, no dia 24 de dezembro, a vacinação contra a gripe e, até terça (4), aplicou 443.179 doses. Além da vacinação, a capital disponibilizou, no último dia 30 de dezembro, a testagem contra influenza em todas as 469 UBSs, contratou profissionais para auxiliar na triagem dos casos e instalou 56 tendas em unidades para agilizar o atendimento aos casos de síndrome gripal. 

Leia Também


Testes de Covid-19 também começaram a ser disponibilizados na última quarta nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, Prontos-Socorros (PSs) e Pronto Atendimentos (PAs).


A SMS destinou 406 leitos do Hospital Municipal (HM) da Brasilândia, que está com 80% de ocupação, e 229 leitos do HM Guarapiranga, que está com 75% de ocupação, para o acolhimento e tratamento dos casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAGs) na cidade. Se houver necessidade, a pasta ampliará o número de leitos para o atendimento à população.


A secretaria lembra que a síndrome gripal é caracterizada pelo indivíduo com quadro respiratório agudo, com pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou degustativos. Os resultados dos testes RT-PCR saem em até 48 horas, após o recebimento da amostra pelo laboratório executor, e o  teste antígeno tem resultado após 15 minutos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários