Vacinação contra a Covid-19
Reprodução/Flickr
Vacinação contra a Covid-19

O Ministério da Saúde consultou o Instituto Butantan para adquirir 10 milhões de doses de vacina CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. A instituição deve responder se há disponibilidade par atender a demanda ainda nesta terça-feira. Ainda não há acordo de compra fechado.

O Butantan informou ao GLOBO que tem essa quantidade em estoque. Se concretizada, a compra pode acelerar a vacinação de crianças e jovens, para os quais só há o imunizante da Pfizer disponível.

A exceção é o governo de São Paulo, que já adquiriu outras 5 milhões de doses para aplicar no público infanto-juvenil. Segundo o instituto, não há negociações em andamento com estados.

"O Ministério da Saúde informa que segue em tratativas com o Instituto Butantan para aquisição de novas doses de vacinas Covid-19. Até o momento, a pasta já distribuiu mais de 7,5 milhões de doses pediátricas e concluirá a distribuição de mais 1,8 milhão nos próximos dias", diz a nota.

Diferentemente da Pfizer, não há diferenciação entre doses pediátricas e adultas de CoronaVac. Ao todo, devem ser aplicadas duas doses, com 28 dias de intervalo, conforme as orientações da pasta.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ampliou a autorização de uso emergencial dessa vacina, antes restrita ao público maior de idade, para a faixa etária de 6 a 17 anos em 20 de janeiro. A votação foi unânime.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários