Kits de autotestes de Covid-19
Pixabay
Kits de autotestes de Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) barrou três solicitações de registros de autotestes de Covid-19 no Brasil. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira.

É a primeira decisão do tipo no país desde que a autarquia liberou os exames caseiros em 28 de janeiro. Até agora, nenhum autoteste tem registro no país e, portanto, produtos como esse não podem ser comercializados.

As empresas fabricantes são a Okay Technology, que entregou o primeiro pedido de registro, a MedLevensohn e a LMG Lasers. Os três utilizam o swab nasal, semelhante a um cotonete, para coletar a secreção nasofaríngea.

Dados de painel da Anvisa mostram que a agência já recebeu 33 pedidos de registro de autotestes até esta segunda-feira. Desse total, só sete tiveram a avaliação concluída, dos quais quatro aguardam publicação do resultado no DOU. Outros nove estão em processo de análise e 17 foram encaminhados à área técnica responsável.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários