Fiocruz: casos de síndrome respiratória em adultos seguem em aumento
Rovena Rosa/Agência Brasil 10.03.2022
Fiocruz: casos de síndrome respiratória em adultos seguem em aumento

O Boletim InfoGripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta quinta-feira (12), apontou um novo crescimento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na maior parte dos estados brasileiros.

O estudo refere ao período entre os dias 1 e 7 de maio, baseado em dados inseridos no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até o dia 9 de maio.

Segundo a pesquisa, 17 das 27 unidades federativas apresentaram sinal de crescimento nos casos de SRAG na tendência de longo prazo (últimas seis semanas): Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins.

No último boletim, 14 das 27 unidades federativas apresentavam sinal de aumento de casos a longo prazo.

Entre as capitais do país, 17 apresentaram indício de crescimento na tendência de longo prazo: Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), São Luís (MA) e Vitória (ES).

Segundo a pesquisa, entre os casos de SRAG registrados nas últimas quatro semanas, 37% são de Covid-19. Há também um grande número de registros de vírus sincicial respiratório (VSR): 41,2%. Os casos de VSR são, em sua maioria, restritos a crianças pequenas.

Os registros de Influenza A no InfoGripe representam 2,9% das amostras das últimas quatro semanas. Os casos de Influenza B são apenas 0,5% dos registros.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários