Surto de hepatite em crianças não tem relação com vacina contra covid, diz governo britânico
Rachel Schraer - Repórter de Saúde da BBC News
Surto de hepatite em crianças não tem relação com vacina contra covid, diz governo britânico


O secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse hoje (12) que o estado monitora seis possíveis casos de  hepatite aguda grave em crianças.

Segundo ele, as crianças estão internadas - quatro no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), uma no Hospital Menino Jesus e uma em Guarulhos.

"Estamos acompanhando e aguardando os exames que possam elucidar. O que sabemos é que é um quadro de hepatite aguda e tem característica viral. Os exames que foram realizados não fizeram nenhum identificação dos vírus habituais de hepatites A, B ou C. Sabemos que há outras hepatites e outros exames estão sendo realizados para que tenhamos, o mais rápido possível, resposta para a nossa população”, disse.


Durante coletiva de imprensa, o secretário adiantou que as crianças estão clinicamente estáveis. “Nenhuma delas necessitou de internação em unidade de terapia intensiva”, completou ele.

De acordo com Gorinchteyn, pais e demais pessoas que tiveram contato com os pacientes não apresentaram sintomas da doença.

Ministério da Saúde
Ontem (11), o Ministério da Saúde informou que monitora 28 casos suspeitos em todo o país de um tipo de hepatite aguda infantil de origem desconhecida. 

“Os casos seguem em investigação. Os centros de informações estratégicas de Vigilância em Saúde e a Rede Nacional de Vigilância Hospitalar monitoram qualquer alteração do perfil epidemiológico, bem como casos suspeitos da doença”, destacou a pasta em comunicado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários