Teste com resultado positivo para covid-19
Maurício Vieira Secom-SC 24.04.2022
Teste com resultado positivo para covid-19

A covid-19 voltou a ser a principal causa dos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no Brasil, segundo aponta o último boletim Infogripe, divulgado nesta sexta-feira (20) pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

O relatório, que considera dados de 8 a 14 de maio, aponda que o Sars-CoV-2 está presente em 41,8% do total de ocorrências.

Em 18 das 27 unidades da Federação, há sinal de crescimento dos casos de SRAG a longo prazo (próximas seis semanas). Há possibilidade de aumento também em 21 das 27 capitais.

Os casos semais de síndrome respiratória estão em crescimento em todas as faixas etárias da população adulta, e apesar do patamar elevado, há sinais de estabilização entre crianças de 0 a 4 e 5 a 11 anos.

O aumento de casos de SRAG na população adulta fez com que os resultados positivos voltem a ser de sars-CoV-2. No Rio Grande do Sul, é possível observar que o aumento de casos de SRAG também está associado ao aumento de casos de influenza A, ainda que em valores relativamente baixos e inferiores àqueles associados ao sars-CoV-2

"O aumento de casos de SRAG na população adulta fez com que os resultados positivos voltem a ser de Sars-CoV-2. No Rio Grande do Sul, é possível observar que o aumento de casos de SRAG também está associado ao aumento de casos de influenza A, ainda que em valores relativamente baixos e inferiores àqueles associados ao Sars-CoV-2", afirma Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe.

Com relação aos óbitos, a covid-19 segue como a mais letal, causando 79,9% das mortes por síndrome respiratória, seguida pelo vírus sincicinal respiratório (VSR), que corresponde a 6,6% e pelo Influenza A, 4,6%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários