Lipotramina é um dos medicamentos emagrecedores proibidos pela Anvisa
Reprodução: commons - 07/07/2022
Lipotramina é um dos medicamentos emagrecedores proibidos pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda, a distribuição, a produção e a publicidade da lipotramina e da lipozemina, dois suplementos alimentares comercializados irregularmente como emagrecedores. Os produtos também devem ser recolhidos. A medida consta em resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) na quarta-feira.

Mesmo após a proibição, a reportagem do GLOBO encontrou anúncios desses suplementos em diferentes plataformas de e-commerce. A agência já havia vedado os produtos da Guki Nutracêutica em abril, mas explica que a contínua publicidade deles para fins de emagrecimento levou à proibição.

“A prática de coibir o comércio ilegal de produtos não autorizados na web e em plataformas eletrônicas constitui um esforço contínuo e permanente da Agência, considerando-se que os links e páginas podem se alterar com facilidade e/ou se multiplicar.

Ainda, cabe esclarecer que a fiscalização destes produtos em pontos de venda físicos é exercida pelas vigilâncias sanitárias locais e complementarmente pelas instâncias policiais”, diz a nota da Anvisa.

Segundo a agência, produtos com indiciação terapêutica devem ser registrados como medicamentos. Nesse sentido, propagandas que relacionem suplementos a emagrecedores são irregulares.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários