Vírus da 'varíola dos macacos'
Foto: Centro de Controle de Doenças/Divulgação - 20/05/2022
Vírus da 'varíola dos macacos'

Nesta quinta-feira (7), a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou mais de 7.000 casos de varíola dos macacos em pelo menos 60 países. A organização frisou que a Europa é o "epicentro do surto com 80% dos casos".

O diretor-geral da agência de saúde da ONU (Organização das Nações Unidas), Tedros Adhamon, afirmou que vai convocar uma reunião do comitê de emergência ainda nas primeiras semanas de julho definir a classificação da doença. A OMS pode manter a varíola como surto ou classificar como uma questão de emergência de saúde global -como a pandemia da Covid-19.

No dia 25 de junho, a organização decidiu que os casos de varíola dos macacos não seriam classificados como parte de um surto pandêmico. Na época, eram 3.200 pessoas infectadas, em 50 países.

“Continuo preocupado com a escala e a disseminação do vírus. O teste continua sendo um desafio e é altamente provável que haja um número significativo de casos que não estão sendo identificados”, afirmou Adhamon em Genebra.

No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou 106 casos da varíola dos macacos. Dos casos confirmados, 105 são homens e 1, uma mulher. A pasta informou que 73 casos ainda são considerados suspeitos. Destes, 66 são do sexo masculino e 7 do sexo feminino.

Eis os Estados e o número de casos registrados de varíola dos macacos:

  • São Paulo: 75;
  • Rio de Janeiro: 20;
  • Minas Gerais: 3;
  • Ceará: 2;
  • Rio Grande do Sul: 2;
  • Distrito Federal: 1;
  • Rio Grande do Norte: 1.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários