Ministério da Saúde diz que há doses suficientes para iniciar vacinação de crianças de 3 a 5 anos em todo país
Tânia Rêgo/Agência Brasil - 26/01/2022
Ministério da Saúde diz que há doses suficientes para iniciar vacinação de crianças de 3 a 5 anos em todo país

O Ministério da Saúde afirmou nesta terça-feira que há disponibilidade suficiente de CoronaVac para que todo o país inicie a vacinação de crianças de 3 a 5 anos . De acordo com a pasta, há 1,2 milhão de doses nos estoques estaduais e um contingente maior sob posse dos municípios. O número estimado de doses nas cidades, no entanto, não foi informado pelo ministério.

De acordo com o secretário-executivo do ministério, Daniel Pereira, a pasta organizará um remanejamento entre os estados para que haja distribuição equânime das doses estocadas. Segundo Pereira, há 5,6 milhões de crianças nessa faixa etária no país, mas considerando que nem todas buscam vacinação a quantidade disponível já permite o início da imunização.

O ministério ainda não bateu o martelo a respeito da compra de novas doses da vacina. O órgão avalia se a aquisição será feita junto ao consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), ou por meio do Instituto Butantan. A expectativa é que as novas doses cheguem ao país em, no máximo, 30 dias.

"A gente vai bater martelo quando tiver informação precisa do menor calendário possível de entrega com as doses que a gente tem necessidade. Se temos uma necessidade X de doses e consegue ser suprida por uma das duas no menor tempo possível, isso é um critério que vamos usar como decisão para seguir nessa estratégia", disse.

Pereira não especificou, no entanto, qual será o quantitativo adquirido pela pasta.

"A está verificando que alguns estados têm mais doses e uma população menor, e alguns estados que têm uma necessidade maior estão com poucas doses. Estamos vendo a possibilidade de fazer uma logística reversa, redistribuir temporariamente essas doses para os estados que mais necessitam para não faltar dose para ninguém em nenhum lugar do Brasil", afirmou Pereira.

"Estamos levantando agora a informação dos municípios, mas essas doses que estão nos estados já permitem o início da vacinação dessa faixa etária. Sem nenhum problema."

O secretário afirmou que a pasta está em conversas com os fornecedores e optará pela compra mais célere. A decisão só será tomada após o término do levantamento de doses nos estoques municipais, mas Pereira evitou fixar uma data. A pasta enviará às secretarias de saúde uma nota técnica para orientar a vacinação ainda nesta terça-feira.

"Cabe à gestão de cada local definir como vai ser o cronograma, se vai começar com uma idade específica e passar para outra idade. como vai fazer a gestão local de seus estoques", disse Pereira, orientando que as cidades iniciem a vacinação por crianças com comorbidades.

Na última quarta-feira, a Anvisa aprovou o uso da CoronaVac para crianças de 3 a 5 anos . A decisão levou em conta dados colhidos em estudos realizados no Brasil e outros cinco países. Questionado sobre os prazos para disponibilização das vacinas, o secretário justificou que a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é recente e argumentou que a pasta recomendou rapidamente o início da vacinação.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários